27º CONGRESSO BRASILEIRO DE ULTRASSOM SBUS - 2023

27º CONGRESSO BRASILEIRO DE ULTRASSOM SBUS - 2023

  • 449 Alunos matriculados
  • 80 Horas de duração
  • 295 Aulas
  • 1 Módulos
Parcele em 10x R$ 400,00 (ou R$ 4.000,00 à vista)
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!
Medicine Cursos 4

Sobre o congresso:

MENSAGEM DO PRESIDENTE

Colegas ultrassonografistas de todo Brasil e América Latina,

A Sociedade Brasileira de Ultrassonografia celebra, em 2023, seus 30 anos de existência. E para comemorar esta data tão importante em sua história, a SBUS realizará uma edição especial do 27º Congresso Brasileiro de Ultrassonografia e 19º Congresso Internacional de Ultrassonografia FISUSAL, no período de 18 a 21 de outubro, no Centro de Convenções Frei Caneca, São Paulo – SP.

Estamos ansiosos para celebrar o trintenário com cada um dos colegas ultrassonografistas brasileiros e de toda a América Latina, com uma programação que está sendo elaborada com afinco pelas comissões científicas, com temas de destaque da Ultrassonografia mundial e presença de renomados professores de nossa área de atuação.

Além da qualidade científica, esta edição do Congresso SBUS terá, em sua programação social, momentos importantes de resgate histórico da SBUS e confraternização. Afinal, a SBUS e cada ultrassonografista que fez parte desta trajetória merecem celebrar todas as lutas travadas e conquistas honradas pela perseverança e pela dedicação constante.

Em 2022, tivemos a felicidade do retorno presencial de nosso Congresso, após dois longos anos de pandemia, com grande participação dos colegas, o que foi motivo de grande alegria e entusiasmo. Sabemos que em 2023 poderemos contar novamente com os ultrassonografistas e expandir ainda mais nosso evento, certos de um encontro magnífico, digno de celebração.

Até breve!

Dr. Rui Gilberto Ferreira
Presidente da SBUS
Presidente do Congresso


MENSAGEM DO DIRETOR CIENTÍFICO

Caro Colega

Espero que esta mensagem o encontre bem. Gostaria de aproveitar esta oportunidade para convidá-lo a participar do Congresso Brasileiro de Ultrassonografia, que também comemorará os 30 anos da Sociedade Brasileira de Ultrassonografia (SBUS).

O 27º Congresso Brasileiro de Ultrassonografia e 19º Congresso Internacional de Ultrassonografia FISUSAL, ocorrera no período de 18 a 21 de outubro, no Centro de Convenções Frei Caneca, São Paulo – SP, e reunirá renomados profissionais da área, pesquisadores e especialistas em ultrassonografia. Será uma excelente oportunidade para compartilhar conhecimentos, aprender com palestras e workshops, e estabelecer conexões principalmente com colegas de todo o país e da América Latina.

Todas as 27 federadas, de norte a sul do país, participarão. Todos os presidentes já confirmaram suas participações.

As comissão científica composta pelos professores Giselle Goes, Leonardo de Souza PIber , Rejane Ferlin, Rose Garcia, Rui Gilberto Ferreira, Sandra Regina C Teixeira, Sang Choon Cha , Waldemar Naves do Amaral, Carlos Stefano H Britto , Monres José Gomes e Andrea Cavalante não mediram esforços para elaborar sessões científicas abrangentes, apresentações de casos clínicos, cursos práticos e debates sobre os avanços mais recentes no campo da ultrassonografia.

Teremos exposições de tecnologia de ponta das mais renomadas empresas da ultrassonografia.

Será uma experiência enriquecedora para todos os participantes.

Neste ano especial em que a SBUS celebra três décadas de excelência em ultrassonografia no Brasil, o congresso promete ser ainda mais memorável. Serão momentos de comemoração, homenagens e reflexão sobre os progressos alcançados ao longo dos anos.

Agradeço antecipadamente sua atenção.

Atenciosamente,

Dr. Adilson Ferreira
Diretor Científico da SBUS
Diretor Científico do Congresso


Politica de Cancelamento:

Cancelamento em até 7 dias após a compra: 100% devolução;
Cancelamento em até 30 dias após a compra, devolução de 50% do valor do curso;
Cancelamento em até 60 dias após a compra, devolução de 30% do valor do curso;
Após 60 dias após compra, sem devolução.

*Todas as devoluções serão abatidas as taxas de nota fiscal e transação bancária.

4 anos Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 4 anos após a matrícula.
Nenhuma descrição cadastrada.
Medicine Cursos 4
""


Conteúdo Programático

  • 1. USG NAS INFECÇÃO CONGÊNITAS - MANOEL SARNO
  • 2. PRE-ECLAMPSIA - FRANCISCO MAUAD FILHO
  • 3. USG NO FETO DE MÃE DIABETICA - VICTOR HUGO SAUCEDO SANCHEZ
  • 4. USG NA GESTAÇÃO ECTÓPICA - SERGIO KOBAYASHI
  • 5. USG SEGMENTO INFERIOR - SANG CHA
  • 6. DISCUSSÃO
  • 7. DEFEITO ABERTO DE TUBO NEURAL - EDUARDO V. ISFER
  • 8. DUCTO VENOSO NO I E III TRIMESTRES - JORGE TELLES
  • 9. DNA FETAL LIVRE NO SANGUE MATERNO VERSUS TRANLUCÊNCIA NUCAL - EDUARDO BORGES DA FONSECA
  • 10. PLACENTA E CORDÃO - SÉRGIO MATOS
  • 11. DISCUSSÃO
  • 12. FIGADO ECOGÊNICO - NATALIA ELIAS
  • 13. NÓDULOS HEPÁTICOS DIAGNÓSTICOS DIFERENCIAIS - ILKA YAMASHIRO
  • 14. CONCEITUAL E ATUALIZAÇÃO - VIVIANE VIEIRA FRANCISCO HABIB
  • 15. ALTERAÇÕES PREVALENTES DA VESÍCULA BILIAR - MARIA CHRISTINA NADER PUCCI
  • 16. ALTERAÇÕES PREVALENTES DA AORTA ABDOMINAL - ANTONIO GADELHA
  • 17. IMAGENS HIPERECOGÊNICAS RENAIS O QUE O UROLOGISTA ESPERA DO NOSSO LAUDO - LEONARDO PIBER
  • 18. DISCUSSÃO
  • 19. DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DA DOR ABDOMINAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE - FERNANDA KIMURA
  • 20. CONTRIBUIÇÃO DA ULTRASSONOGRAFIA DIAGNÓSTICA NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE - REBECCA G. R. ALMEIDA
  • 21. ULTRASSONOGRAFIA EM MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE - REBECCA G. R. ALMEIDA
  • 22. TUBERCULOSE ABDOMINAL QUANDO SUSPEITAR E COMO DESCREVER - LEONARDO PIBER
  • 23. AVALIAÇÃO MULTIPARAMÉTRICA DA DOENÇA HEPÁTICA CRÔNICA - DIMAS CANAÚBA
  • 24. DISCUSSÃO
  • 25. CARÓTIDAS E VERTEBRAIS - CARLOS STEFANO HOFFMANN BRITTO
  • 26. IMPORTÂNCIA DA MORFOLOGIA DA PLACA - MOHAMED HASSAN SALEH
  • 27. REAVALIANDO OS CRITÉRIOS DE ESTENOSE DA CARÓTIDA INTERNA - ROBSON BARBOSA DE MIRANDA
  • 28. OCLUSÃO CAROTÍDEA - ÉRICA NARDINO
  • 29. DOENÇAS NÃO ATEROSCLERÓTICAS DAS CARÓTIDAS - CÉSAR ALVES_
  • 30. 7 ERROS A EVITAR EM DOPPLER DE CARÓTIDAS E VERTEBRAIS - ROBSON BARBOSA DE MIRANDA
  • 31. DISCUSSÃO VASCULAR
  • 32. ESTENOSE DE ARTÉRIAS VERTEBRAIS - MOHAMED HASSAN SALEH
  • 33. TROMBOSE VENOSA CERVICAL E DE MMSS - ÉRICA NARDINO
  • 34. DISCUSSÃO VASCULAR
  • 35. AVALIAÇÃO MORFOLOGICA EM 1D-3D COM O FOCO NA INFERTILIDADE - FELIPE FAGUNDES BASSOLS
  • 36. MONITORIZAÇÃO DA OVULAÇÃO - PAULO S COSSI
  • 37. HISTEROSCOPIA NA AVALIAÇÃO DA INFERTILIDADE - ANNE KRISTHINE CAVALCANTE PEREIRA
  • 38. A CLASSIFICAÇÃO DAS MALFORMAÇÕES MÜLLERIANAS - LILIAN A. FAZZION
  • 39. AVALIAÇÃO DA RESERVA OVARIANA - FRANCISCO GALLARRETA
  • 40. ULTRASSONOGRAFIA NA INFERTILIDADE ESTUDO DE CASO - ALEXANDER KOPLEMAN E PAULO S. COSSI
  • 41. O PAPEL DA ULTRASSONORAFIA NA INSERÇÃO E SEGUIMENTO DO DIU - KARINA FELIPPE MONEZI PONTES
  • 42. DIAGNOSTICO ULTRASSONOGRAFICO DO UTERO EM T - PAULO S. COSSI
  • 43. CASO CLÍNICO DE SANGRAMENTO UTERINO ANORMAL - ANA LUIZA SANTOS MARQUES
  • 44. ULTRASSONOGRAFIA NA URGENCIA GINECOLOGICA - AUGUSTO TEIXEIRA
  • 45. POINT OF CARE NA TERAPIA INTENSIVA NEONATAL - GERSON CLAUDIO CROTT
  • 46. AVALIAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL NO PERÍODO NEONATAL - EDUARDO ORLANDIN
  • 47. ECOCARDIOGRAFIA FUNCIONAL NA UTI NEONATAL - MARIA FERNANDA FERRARI B JACOB
  • 48. AVALIAÇÃO DAS DILATAÇÕES PIELOCALICIAIS NO PERÍODO NEONATAL - ROSEMEIRE FERNANDES GARCIA
  • 49. ULTRASSONOGRAFIA PULMONAR EM TERAPIA INTENSIVA NEONATAL - THAIS IWASHITA LAGES
  • 50. DIAGNÓSTICO SONOGRÁFICO DA ENTEROCOLITE NECROSANTE - GERSON CLAUDIO CROTT
  • 51. O USO DA ULTRASSONOGRAFIA E O POINT OF CARE - WALUSA ASSAD GONÇALVES FERRI
  • 52. ESPINHA BÍFIDA - GREGÓRIO LORENZO ACÁCIO
  • 53. VENTRICULOMEGALIA CEREBRAL - PEDRO PIRES
  • 54. MALFORMAÇÃO ADENOMATOSA PULMONAR - MARCOS FARIA
  • 55. UROPATIAS OBSTRUTIVAS - VICTOR BUNDUKI
  • 56. OBSTRUÇÕES DO TRATO DIGESTIVO ALTO - MAURICIO SAITO
  • 57. DISCUSSÃO
  • 58. MALFORMAÇÃO FETAL DIAGNOSTICÁVEL NO PRIMEIRO TRIMESTRE - MAURICIO SAITO
  • 59. TRANSLUCÊNCIA NUCAL E TRANSLUCÊNCIA CEREBRAL - EDUARDO ISFER
  • 60. OSSO NASAL E DUCTO VENOSO - VIVIANE LOPES
  • 61. ECOCARDIOGRAFIA FETAL 1 TRIMESTRE - MARIA VIRGÍNIA LIMA MACHADO
  • 62. DISCUSSÃO
  • 63. CONSENSO IETA -AYRTON ROBERTO PASTORE
  • 64. HISTEROSONOGRAFIA - PAULO COSSI
  • 65. A AVALIAÇÃO DOPPLER E O ULTRASSOM 3D - SÉRGIO SIMÕES
  • 66. QUAIS ACHADOS PODEM SUGERIR NEOPLASIA DE ENDOMÉTRIO - FELIPE FAGUNDES BASSOLS
  • 67. PÓLIPOS E HIPERPLASIA DO ENDOMÉTRIO - MARIANNA BROCK
  • 68. CASO CLÍNICO - AYRTON ROBERTO
  • 69. DISCUSSÃO
  • 70. COMO ULTILIZAR NA ROTINA DO ULTRASSOM - REJANE MARIA FERLIN
  • 71. MIOMA E LEIOMIOSSARCOMA - RUI GILBERTO FERREIA
  • 72. MALFORMAÇÃO ARTÉRIO VENOSA - MARIANNA ROCK
  • 73. CASOS CLÍNICOS PATOLOGIAS MIOMETRIAIS - CORIDON FRANCO
  • 74. DISCUSSÃO
  • 75. PATOLOGIAS INFLAMATÓRIAS INTESTINAIS - MICHEL PALHETA
  • 76. APENDICITE AGUDA - MICHEL PALHETA
  • 77. PIELONEFRITE AGUDA ACHADOS E COMPLICAÇÕES - RAFAELA G PIMENTEL
  • 78. COLECISTITE AGUDA - FERNANDO MARUM MAUAD
  • 79. AVALIAÇÃO COM US E DOPPLER - ANDRÉA CAVALANTI GOMES
  • 80. COMPLICAÇÕES DO TRANSPLANTE RENAL - ANDRÉA CAVALANTI GOMES
  • 81. DISCUSSÃO DE CASOS TEORIA DA PERDA
  • 82. CONTRIBUIÇÃO DA ULTRASSONOGRAFIA - FERNANDA D AGOSTINI
  • 83. ALTERAÇÕES DA ECOGENICIDADE PANCREÁTICA - BRUNO EMANUEL COSTA
  • 84. AVALIAÇÃO PULMONAR - MIGUEL JOSÉ FRANCISCO
  • 85. METAVERSO E OS IMPACTOS - BIANCA MIRANDA
  • 86. O USO DE SIMULADORES EM ULTRASSONOGRAFIA - RONALD FLUMIGNAN
  • 87. IMPORTUNAÇÃO SEXUAL E ULTRASSONOGRAFIA - CAMILA KITAZAWA CORTEZ
  • 88. TRAUMA HEPÁTICO - ANDRÉ RC SANTOS
  • 89. TRAUMA RENAL - RAFAELA G PIMENTEL
  • 90. BAÇO TRAUMA ESPLÊNICO - JORGE ROBERTO DI TOMMASO LEÃO
  • 91. TRAUMA PANCREÁTICO - MARINA PANIAGO
  • 92. TRAUMA VESICAL E PROSTÁTICO - RAFAELA PIMENTEL
  • 93. FLUMIGNAN PAPEL DA ULTRASSONOGRAFIA - CAROLINA DUTRA QUEIROZ
  • 94. DISCUSSÃO RESPONSABILIDADE CIVIL NA ULTRASSONOGRAFIA
  • 95. ULTRASSONOGRAFIA INTRAOPERATÓRIA - MAURICIO RUETTIMANN LIBERATO DE MOURA
  • 96. MARCAÇÃO PRÉ OPERATÓRIA DE LESÕES - MAURICIO RUETTIMANN LIBERATO DE MOURA
  • 97. CONTRIBUIÇÕES DA ELASTOGRAFIA - FERNANDO LINHARES PEREIRA
  • 98. VINHO E SAÚDE - NIAZI RUBEZ
  • 99. AORTA ABDOMINAL COMO E O QUE AVALIAR - CARLOS STEFANO HOFFMANN BRITTO
  • 100. AVALIAÇÃO DOS ANEURISMAS DA AORTA ABDOMINAL POR ECODOPPLER - ANTONIO GADELHA_
  • 101. SEGUIMENTOS PÓS TRATAMENTO ENDOVASCULAR DO ANEURISMA DA AORTA ABDOMINAL - OSIAS M PRESTES
  • 102. ESTENOSES DO TRONCO CELÍACO E DAS ARTÉRIAS MESENTÉRICAS - JOSÉ ALDO RIBEIRO
  • 103. DISCUSSÃO
  • 104. DOPPLER ARTERIAL DE MMII PASSO A PASSO - CÉSAR ALVES
  • 105. COLORIDO DE MMII SEGUIMENTOS PÓS TRATAMENTO DA DOENÇA OCLUSIVA -ANTONIO GADELHA
  • 106. ACHADOS NO ULTRASSOM VASCULAR COM DOPPLER - CÉSAR ALVES
  • 107. DOPPLER COLORIDO VENOSO DOS MMSS AVALIAÇÃO PRÉ E PÓS OPERATORIA DE FISTULAS - ANDRESON NADIAK BUENO
  • 108. DISCUSSÃO
  • 109. ESCLERODERMIA DEMONSTRAÇÕES MSK - IVÁN QUIRÓS
  • 110. DISCUSSÃO
  • 111. POST-QUIRÚRGICA US - IVÁN QUIRÓS
  • 112. TÉCNICA DA USG DOS TENDÕES GLÚTEOS NO GRANDE TROCÂNTER - EVERALDO GREGIO
  • 113. US NAS METATARSALGIAS COM FOCO EM PLACA PLANTAR E PRINCIPAIS DIAGNÓSTICOS DIFERENCIAS - EVERALDO GREGIO
  • 114. ANATOMIA CEREBRAL - ERICK FALCI
  • 115. NÓDULOS TIREOIDIANOS ACR TI RADS E ATA - TIAGO ADLER SANTOS
  • 116. TI RADS CASOS DESAFIADORES - MARIA CRISTINA CHAMAS
  • 117. ABALÇÃO TERAPÊUTICA DE NÓDULOS TIREOIDIANOS INDICAÇÕES E RESULTADOS - RICARDO MIGUEL COSTA DE FREITAS
  • 118. DISCUSSÃO
  • 119. AVALIAÇÃO UNTRASSONOGRÁFIA DAS LESÕES NEOPLÁSICAS CUTÂNEAS - LUCIANA ZATTAR
  • 120. MAPEAMENTO FACIL DA TÉCNICA AO RELATÓRIO - GISELLE DE GÓES
  • 121. CASOS DESAFIADORES DO DIA A DIA EM ULTRASSONOGRAFIA DERMATOLÓGICA - VIVIAN MARQUES
  • 122. MESA REDONDA
  • 123. AVALIAÇÃO SONOGRÁFICA DAS LESÕES MAMÁRIAS NÃO NEOPLÁSICAS - NATÁLIA TAVARES
  • 124. BIRADS ULTRASSONOGRÁFICO ARMADILHAS E DIFICULDADES - FELIPE LUPINACCI
  • 125. PAREDE ABDOMINAL PRÉ CIRUGIA PLÁSTICA O QUE RELATAR - FERNANDO MARUM MAUAD
  • 126. AVALIAÇÃO SONOGRÁFICA DAS HÉRNIAS INGUINAIS - DANIELA MACHADO BOMFIM
  • 127. DISCUSSÃO
  • 128. ESTUDO SONOGRÁFICO DAS GLÂNDULAS SALIVARES O QUE É IMPORTANTE RELATAR - MARCOS MIRANDA FILHO
  • 129. MASSAS LINFONODAIS CERVICAIS O QUE É PRECISO SABER - PEDRO NAIME
  • 130. AVALIAÇÃO ULTRASSONOGRÁFICA DOS LINFONODOS CERVICAIS DA TÉCNICA AO RELATORIO - NATHALIA CALIXTO
  • 131. US NO PÓS OPERATORIO DE TIREOIDE O QUE DEVEMOS RELATAR - THIAGO ADLER
  • 132. PUNÇÃO ASPIRATIVA CERVICAL TÉCNICA E RELATÓRIO - RICARDO MIGUEL COSTA DE FREITAS
  • 133. DISCUSSÃO
  • 134. ACHADOS QUE PODEM SUGERIR ENDOMETRIOSE EM EXAME DE ROTINA - MICHEL PALHETA
  • 135. ANATOMIA VENOSA E TÉCNICA DE MAPEAMENTO DE VARIZES - ANA CRISTINA L. ALBRICKER
  • 136. INFORMAÇÕES VALIOSAS DO LAUDO ULTRASSONOGRÁFICO - ANNA PAULA WEINHARDT
  • 137. INSUFICIÊNCIA DE PERFURANTESE DA VEIA SAFENA PARVA - THIAGO F. N. VILLARI
  • 138. VARIZES DE MEMBROS INFERIORES E SUA CONEXÃO COM O TERRITÓRIO PÉLVICO ABDOMINAL - ANNA PAULA WEINHARDT
  • 139. ACHADOS ULTRASSONOGRÁFICOS PÓS TERMOABLAÇÃO DE SAFENAS - THIAGO F. N. VILLARI
  • 140. DISCUSSÃO_VARIZES E INSUFICIÊNCIA VENOSA
  • 141. TVP- DIAGNÓSTICO E SEUS DESAFIOS - ANA CRISTINA L. ALBRICKER
  • 142. DISCUSSÃO SISTEMA VENOSO PROFUNDO
  • 143. O RELATÓRIO DO EXAME DE ULTRASSOM E A DEFESA PROFISSIONAL - FRANCISCO MAUAD FILHO
  • 144. FORMAÇÃO DO ULTRASSONOGRAFISTA BRASILEIRO - RUI GILBERTO FERREIRA
  • 145. EXPERTISE NA PAAF DE TIREOIDE - MARIA CRISTINA CHAMMAS
  • 146. DOPPLER OSTÉTRICO E INTERRUPÇÃO DA GESTAÇÃO - PEDRO PIRES
  • 147. ATUALIZAÇÃO DAS LESÕES CÍSTICAS RENAIS - FERNANDO MARUM MAUAD
  • 148. INSUFIICIENCIA PLACENTARIA - EVALDO TRAJANO
  • 149. ULTRASSONOGRAFISTA CENTAURO FUTURO PRÓXIMO COM IA- - ROBERTO CARDOSO
  • 150. MENSURAÇÃO DO COLO UTERINO NA GESTAÇÃO QUAL IMPACTO - EDUARDO BORGES DA FONSECA
  • 151. RASTREAMENTO DE CROSSOMOPATIAS NO 1° TRIMESTRE - MARCOS FARIA
  • 152. INVASÃO DO TROFOBLASTO NO PRIMEIRO TRIMSTRE - SANG CHA
  • 153. CENTRALIZAÇÃO FETAL E MOMENTO OPORTUNO DA RESOLUÇÃO - EDUARDO V. ISFER
  • 154. GRAVIDEZ NA CICATRIZ DE CESÁREA - WALDEMAR NAVES DO AMARAL
  • 155. RASTREIO 1º TRIMESTRE TN X NIPT - DANIELLE SODRÉ BARMPAS
  • 156. RASTREIO DE PRÉ-ECLÂMPSIA-UMA ABORDAGEM AMPLIADA - MANOEL SARNO
  • 157. FETAL CARDIAC SURGERY- CURRENT STATUS - RODRIGO RUANO
  • 158. ACÁCIO FETOSCOPIA PERCUTÂNEA PARA MMC - GREGÓRIO LORENZO
  • 159. SEQUÊNCIA TRAP - RENATO XIMENES
  • 160. CIRURGIA FETAL ABERTA NOSSA EXPERIÊNCIA - ANTONIO FERNANDES MORON
  • 161. ULTRASSONOGRAFIA E TERAPÊUTICA NO PRIMEIRO TRIMESTRE - MAURICIO SAITO
  • 162. USG COLO PREMATURIDADE - MÁRIO BURLACCHINI
  • 163. RASTREAMENTO DE ANEUPLOIDIAS FETAIS - VICTOR BUNDUKI
  • 164. DOPPLER CEREBRAL ALOIMUNIZAÇÃO RH - MARCOS FARIA
  • 165. FETO CENTRALIZADO - EVALDO TRAJANO FILHO
  • 166. DUCTO VENOSO E VITALIDADE FETAL - EDUARDO BORGES DA FONSECA
  • 167. DOPPLER OBSTÉTRICO E INTERRUPÇÃO DA GESTAÇÃO - PEDRO PIRES
  • 168. DISCUSSÃO
  • 169. SINAIS USG PROGNÓSTICOS ENTRE 5 A 10 SEMANAS - SERGIO KOBAYASHI
  • 170. FETAL SURGERY FOR FETAL TUMORS WHEN IS IT INDICATED - RODRIGO RUANO
  • 171. MOLÉSTIA TROFOBLÁSTICA GESTACIONAL - JORGE TELLES
  • 172. FETAL SUGERY FOR CONGENITAL DIAPHRAGMATIC HERNIA WHEN IS INDICATED - RODRIGO RUANO
  • 173. GRAVIDEZ NA CICATRIZ DE CESAREA - SANG CHOON CHA
  • 174. SONOEMBRIOLOGIA - EDUARDO V. ISFER
  • 175. DISCUSSÃO
  • 176. 3D E DOPPLER QUANDO PODEMOS NOS AUXILIAR NA INVESTIGAÇÃO DAS MASSAS OVARIANAS - LILIAN A. FAZZION
  • 177. TORÇÃO ANEXIAL QUANDO SUSPEITAR - WALDEMAR NAVES DO AMARAL
  • 178. CASO CLINICO TORÇÃO DE TUMOR DE OVÁRIO - WALDEMAR NAVES DO AMARAL
  • 179. DISCUSSÃO
  • 180. ATUALIZAÇÃO DA SISTEMATIZAÇÃO DO EXAME E RELATÓRIO DA USG DA INFERTILIDADE - MANOEL SARNO
  • 181. MORFOLOGIA UTERINA PASSO A PASSO - ADILSON CUNHA FERREIRA
  • 182. COMO REALIZAR CONTROLE DE OVULAÇÃO ULTRASSONOGRÁFICO - SÉRGIO SIMÕES
  • 183. DISCUSSÃO
  • 184. PANCREATITE - MARIA AUGUSTA PACHECO FIGUEIREDO
  • 185. TRANSPLANTE RENAL O QUE RELATAR - OSMAR SAITO
  • 186. COMPLICAÇÕES DO TRANSPLANTE RENAL - OSMAR SAITO
  • 187. US PAREDE ABDOMINAL PRÉ E PÓS OPERATÓRIO - AUGUSTO BENEDETI
  • 188. REGIÃO INGUINAL FEMININA - FERNANDO MARUM MAUAD
  • 189. RIM QUAIS LESÕES SÃO SUSPEITAS - RAFAELA G PIMENTEL
  • 190. PANCRÊS DA TÉCNICA DO EXAME AO DIAGNÓSTICO - RAFAELA G PIMENTEL
  • 191. BAÇO DA TÉCNICA DO EXAME - JORGE ROBERTO DI TOMMASO LEÃO
  • 192. O RELATÓRIO DA ULTRASSONOGRAFIA EM DIVERSAS ÁREAS - ADILSON CUNHA FERREIRA
  • 193. DESCOMPLICANDO O DOPPLER HEPÁTICA - AUGUSTO TEIXEIRA
  • 194. ACHADOS DA ULTRASSONOGRAFIA - ELISABETH CAMPOS DE ANDRADE
  • 195. AVALIAÇÃO DOS DESCRITORES VASCULARES - JORGE ROBERTO DI TOMMASO
  • 196. CARACTERIZAÇÃO ESPECTOGRÁFICA DA VALVA - CINTHIA FREIRE CARVALHO
  • 197. AVALIAÇÃO DO DOPPLER RENAL NA PRÉ E PÓS NEGROSTOMIA - MARIANA F BROCK
  • 198. UTILIZAÇÃO DA ULTRASSONOGRAFIA DO QUADRIL INFANTIL - NATASHA VOGEL
  • 199. US NAS MALFORMAÇÕES VASCULARES PARTE 1 E 2 - NILCE CARVALHO
  • 200. US NAS PRINCIPAIS MASSAS CERVICAIS EM PEDIATRIA - JESIANA FERREIRA PEDROSA
  • 201. US TIREÓIDE NA INFÂNCIA - JESIANA FERREIRA PEDROSA
  • 202. US MAMA INFANTIL TANNER ULTRASSONOGRÁFICO - JESIANA FERREIRA PEDROSA
  • 203. US DE FONTANELAS E SUTURAS - ROSEMEIRE FERNANDES GARCIA
  • 204. APRESENTAÇÃO DE CASOS INTERESSANTES EM PEDIATRIA - TELMA SAKUNO
  • 205. COMO AVALIAR AS RUPTURAS DO TENDÃO SUBESCAPULAR DE ACORDO COM A CLASSIFIAÇÃO DE ISAKOS - LENA PARI
  • 206. ROTINA DE ULTRASSOM DE OMBRO - GUILERMO AZULAY
  • 207. AVALIAÇÃO ULTRASSONOGRAFICA DO APARELHO EXTENSOR DOS DEDOS DA MÃO - LENA PARI
  • 208. AVALIAÇÃO ULTRASSONOGRAFICA DO APARELHO FLEXOR DOS DEDOS TRIFALÂNGICOS DA MÃO - LENA PARI
  • 209. ACHADOS ULTRASSONOGRAFICOS DE PARAMENISCITIS - LENA PARI
  • 210. ROTINA DE ULTRASSOM DO JOELHO - GUILLERMO AZULAY
  • 211. AVALIAÇÃO DO TÚNEL DO CARPO EM PÓS OPERATÓRIO COM PERSISTÊNCIA DOS SINTOMAS - LUÍS FELIPE LISBÔA
  • 212. DOR GLÚTEA PROFUNDA SÍNDROME DO PIRIFORME X OBTURADOR INTERNO - LUÍS FELIPE LISBÔA
  • 213. AVALIAÇÃO DINÂMICA DE CISTO PARALABRAL DO OMBRO - LUÍS FELIPE LISBÔA
  • 214. US MAMÁRIA - COMO REALIZAR E MELHORAR A ACURÁCIA DO EXAME - FLÁVIO CALDAS
  • 215. ULTRASSONOGRAFIA AUTOMATIZADA - FERNANDA PHILADELPHO
  • 216. É MESMO BI RADS 0 - CAROLINA STECCA
  • 217. TRANSGÊNEROS E MAMAS - SIMONE ELIAS
  • 218. O QUE O ULTRASSONOGRAFISTA PRECISA SABER E O QUE ESPERAR DELE - JULIANA ESPINOLA
  • 219. COMPLEMENTO ULTRASSONOGRÁFICO - ERIKA MARINA SOLLA NEGRÃO
  • 220. ATUALIZAÇÕES DO BI RADS O QUE ESPERAR - MARCIO MITSUGUI SAITO
  • 221. UP TO DATE - SANDRA TEIXEIRA
  • 222. ANOMALIAS ANATOMICAS QUE PODEM GERAR FALSOS POSITIVOS - JUAREZ ANTÔNIO DE SOUZA
  • 223. AVALIAÇÃO DE PRÓTESES IMPLANTES NA US - FLÁVIO CALDAS
  • 224. AVALIAÇÃO DAS MAMAS COM MÚLTIPLOS NÓDULOS - GUSTAVO MACHADO BADAN
  • 225. NÓDULOS BI-RADS 3 EM US PRÉ-CIRURGIAS ESTÉTICAS - SIMONE ELIAS
  • 226. ACOMPANHAMENTO DE NÓDULOS BIOPSIADOS - CAROLINA STECCA
  • 227. NÓDULOS FRANCAMENTE PALPÁVEIS E NÃO ENCONTRO LESÕES A US - ALMIR BITENCOURT
  • 228. ULTRASSONOGRAFIA APÓS CIRURGIAS NÃO ONCOLÓGICAS O QUE ESPERAR - MAURÍCIO DE SOUZA ARRUDA
  • 229. ACOMPANHAMENTO PÓS CIRURGIA ONCOLÓGICA - FLÁVIO CALDAS
  • 230. MAMOGRAFIA COM CONTRASTE-O QUE O ULTRASSONOGRAFISTA PRECISA SABER - MITSUGUI SAITO
  • 231. TOMOSSÍNTESE O QUE O ULTRASSONOGRAFISTA PRECISA SABER - RUTH MORAIS BONINI
  • 232. US MAMÁRIA AVALIAR AS AXILAS - IVIE BRAGA DE PAULA
  • 233. LINFONODOS REGIONAIS - HIGOR KASSOUF MANTOVANI
  • 234. AVALIAÇÃO AXILAR PRÉ CIRURGIA ONCOLÓGICA- BIOPSIAR. POR QUÊ? CÉSAR CABELLO DOS SANTOS
  • 235. NODULES AND LYMPHO NODES- TO CLIP OR NOT TO CLIP- WHEN - GIL FACINA
  • 236. DISCUSSÃO
  • 237. ACOMPANHAMENTO DE PACIENTES DE ALTO RISCO - CÉSAR CABELLO DOS SANTOS
  • 238. TESTES GENÉTICOS EM ONCOLOGIA MAMÁRIA - HIGOR KASSOUF MANTOVANI
  • 239. DEBATE COM PALESTRANTES
  • 240. DISCUSSÃO MAPEAMENTO DA HIDRADENITE SUPURATIVA
  • 241. LESÕES CUTÂNEAS MALIGNAS COMUNS - ORGANOGRAMA - PAULA TAVARES COLPAS
  • 242. TUMORES CUTÂNEOS - MARY LANE NEMER
  • 243. TUMORES CUTÂNEOS - ANDRÉ SIMIÃO
  • 244. TUMORES CUTÂNEOS - PAULA TAVARES COLPAS
  • 245. TUMORES CUTÂNEOS - LUCIANA ZATTAR E BEATRIZ MENDES AWNI CIDALE
  • 246. ONDE O USG DERMATOLÓGICO SALVOU O ONCOLOGISTA - BEATRIZ MENDES AWNI CIDALE
  • 247. DISCUSSÃO TUMORES CUTÂNEOS
  • 248. MAPEAMENTO FACIAL - GISELLE DE GÓES
  • 249. MAPEAMENTO FACIAL - CLÁUDIA FONTAN
  • 250. MAPEAMENTO FACIAL - REGIÃO INFRAORBITAL - LUCIANA TAKAHASHI
  • 251. DISCUSSÃO MESA REDONDA MAPEAMENTO FACIAL
  • 252. A IMPORTÂNCIA DA ULTRASSONOGRAFIA NA CIRURGIA PLÁSTICA - LUCIANA ZATTAR
  • 253. USG NO LIFTING DE PESCOÇO - CLÁUDIA FONTAN
  • 254. A IMPORTÂNCIA DA ULTRASSONOGRAFIA NA CIRURGIA PLÁSTICA - CONTORNO CORPORAL - LUIS RICARDO COELHO FERREIRA
  • 255. DISCUSSÃO A IMPORTÂNCIA DA ULTRASSONOGRAFIA NA CIRURGIA PLÁSTICA
  • 256. COMPLICAÇÕES APÓS PROCEDIMENTOS ESTÉTICOS - GISELLE DE GÓES
  • 257. COMPLICAÇÕES PÓS PROCEDIMENTOS ESTÉTICOS NA MINHA PRÁTICA DIÁRIA - GEORGE PEDROSA
  • 258. USG NA ESTÉTICA - CLÁUDIA FONTAN
  • 259. DISCUSSÃO_ULTRASSONOGRAFIA APLICADA À ESTÉTICA PARTE 2
  • 260. AVALIAÇÃO DOS LINFONODOS CERVICAIS - THIAGO ADLER
  • 261. VITALIDADE FETAL - EDUARDO V. ISFER
  • 262. USG DA MORBIDADE DE ADERÊNCIA PLACENTÁRIA - ADILSON CUNHA FERREIRA
  • 263. TRANSFUSÃO INTRAUTERINA - EDWARD ARAUJO JÚNIOR
  • 264. CIUR PRECOCE REPERCURSSÕES NA VIDA ADULTA - EVALDO TRAJANO FILHO
  • 265. RESTRIÇÃO DO CRESCIMENTO FETAL - EDUARDO V. ISFER
  • 266. QUAIS CARDIOPATIAS PRECISAM SER VISTAS NO EXAME MORFOLÓGICO - LILIAN LOPES
  • 267. TN ALTERADA COM CARIÓTIPO NORMAL - EDUARDO V. ISFER
  • 268. RCIU UMA HITÓRIA DE DESAFIOS - ROBERTO CARDOSO
  • 269. CIRURGIA FETAL ASPECTOS ATUAIS E PERPECTIVAS - GREGÓRIO LORENZO ACÁCIO
  • 270. SEXAGEM E ALTERAÇÕES GENITAIS UM NOVO DESAFIO - EVALDO TRAJANO FILHO
  • 271. FAST NA TERAPIA INTENSIVA NENATAL O PROTOCOLO SAFE-R - GERSON CLAUDIO CROTT
  • 272. US NAS EPICONDILITES E DIAGNÓSTICOS DIFERENCIAIS - EVERALDO GREGIO
  • 273. ULTRASSONOGRAFIA CEREBRAL NAS INFECÇÕES CONGÊNITAS - ROSEMEIRE FERNANDES GARCIA
  • 274. ULTRASSONOGRAFIA NA CRIANÇA CM ESTIGMA SACRAL - TELMA SAKUNO
  • 275. DOPPLER VENOSO CEREBRAL - ROSEMEIRE FERNANDES GARCIA
  • 276. AVALIAÇÃO DAS ALÇÃS INTESTINAIS POR ULTRASSOM EM RNS - GERSON CLAUDIO CROTT
  • 277. USG DO FÍGADO E VIAS BILIARES EM CRIANÇAS COM HIPERBILIRRUBINEMIA - LISA SUZUKI
  • 278. ELASTOGRAFIA HEPÁTICA EM PEDIATRIA - LISA SUZUKI
  • 279. US NA DOR ABDOMINAL PÉLVICA - JOVITA LANE S. S. ZANINI
  • 280. ENCERRAMENTO
  • 281. SONOANATOMIA E PATOLOGIA - VITOR FAEDA DALTO
  • 282. ULTRASSONOGRAFIA EM PÓS OPERATÓRIO DE ATQ - LUIS FELIPE LISBOA
  • 283. ULTRASSONOGRAFIA NA DOR AGUDA - CARLOS STEFANO HOFFMANN BRITTO
  • 284. COMO MELHORAR RASTREIO DA ENDOMETRIOSE NO EXAME PÉLVICO DE ROTINA - CINTHIA BARBISAN
  • 285. ENDOMETRIOSE COMPARTIMENTO ANTERIOR - LEANDRO ACCARDO DE MATTOS
  • 286. ENDOMETRIOSE NO COMPARTIMENTO POSTERIOR - MAURICIO S ABRAO
  • 287. ENDOMETRIOSE COMO EU FAÇO: DICAS PARA O SEU DIA A DIA - JOSÉ ARRUDA
  • 288. CASO CLINICO ENDOMETRIOSE VESICAL ASSOCIADO A ITU DE REPETIÇÃO E INFERTILIDADE - JOSÉ ARRUDA
  • 289. DISCUSSÃO
  • 290. DESENVOLVIMENTO UTERINO - FRANCISCO GALLARRETA
  • 291. INTELIGENCIA ARTIFICIAL SAÚDE FEMININA - EDUARDO CORDIOLI
  • 292. USG E A NEOPLASIA GINECOLÓGICA - WALDEMAR NAVES DO AMARAL_
  • 293. 30 ANOS DA SBUS - RUI GILBERTO FERREIRA
  • 294. ELASTOGRAFIA HEPÁTICA - BRUNO COSTA
  • 295. COMUNICAÇÃO E O CONSENTIMENTO - CAMILA KITAZAWA CORTEZ E RONALDO PIBER
Voltar ao topo