DVD + ONLINE - GERO 2018

DVD + ONLINE - GERO 2018

  • 13 Horas de duração
  • 41 Aulas
  • 2 Módulos
  • 1 ano de suporte
  • Certificado de conclusão
Parcele em 10x R$ 90,00 (ou R$ 900,00 à vista)
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!
Medicine Cursos

Principal evento da disciplina de Geriatria e Gerontologia da USP - Simpósio Gero

2 anos Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 2 anos após a matrícula.

GERIATRAS / GERONTÓLOGOS / CLINICO GERAL

Medicine Cursos
""


Certificado de horas de atualização*. 

* Não válido como participação do evento, bem como a pontuação do CNA

* Certificado concedido a mais de 70% de audiência das aulas.

Conteúdo Programático

  • 1. AVALIAÇÃO DE ANSIEDADE E DEPRESSÃO EM CUIDADORES DE IDOSOS EM ACOMPANHAMENTO EM AMBULATÓRIO ESPECIALIZADO - Vivian Paula M. Pinheiro
  • 2. PROGRAMA DE AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO MULTIDIMENSIONAL COM FOCO EM CUIDADORES DE IDOSOS EM AMBULATÓRIO ESPECIALIZADO - Nayara Rodrigues Paz
  • 3. USO DE ANTICOLINESTERÁSICOS EM PACIENTES COM DEMÊNCIA AVANÇADA: UM ESTUDO OBSERVACIONAL BRASILEIRO - Bruno Maciel de Albuquerque
  • 4. COMPROMETIMENTO COGNITIVO NÃO DIAGNOSTICADO E ADESÃO TERAPÊUTICA EM IDOSOS COM MULTIMORBIDADES E POLIFARMÁCIA - João Otávio Ferreira Meyer
  • 5. VALIDAÇÃO DOS ÍNDICES PROGNÓSTICOS DE CHARLSON E CAREY EM IDOSOS DA COMUNIDADE COM DEMÊNCIA AVANÇADA - Beatriz Noele Azevedo Lopes
  • 6. AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DA PESSOA IDOSA NA ATENÇÃO BÁSICA (AMPI-AB) EM UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE: PERFIL EPIDEMIOLÓGICO E DEMANDAS QUALIFICADAS - Mariane Jodar Cavalheiro
  • 7. ACURÁCIA DA AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DA PESSOA IDOSA NA ATENÇÃO BÁSICA (AMPI-AB) COMO PREDITORA DE PERDA FUNCIONAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA - Priscila Henriques Pisoli
  • 8. ACURÁCIA DA AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DA PESSOA IDOSA NA ATENÇÃO BÁSICA (AMPI-AB) COMO PREDITORA DE DESFECHOS DESFAVORÁVEIS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE - Mariana Seabra
  • 9. AVALIAÇÃO GERIÁTRICA COMPACTA DE 10 MINUTOS PREDIZ A PERMANÊNCIA DOS IDOSOS NA COMUNIDADE APÓS CONDIÇÕES AGUDAS - Silvia de Fátima Takahashi
  • 10. FATORES ASSOCIADOS A MORRER COM FUNCIONALIDADE PRESERVADA - Felipe Bozi Soares
  • 11. PERFIL ALIMENTAR, ANTROPOMÉTRICO E DE SOBRECARGA DE CUIDADORES DE IDOSOS HOSPITALIZADOS - Cinthia Cristina Guerra Parada
  • 12. USO DOS TESTES RÁPIDOS PARA O MELHOR GERENCIAMENTO DA SAÚDE DO IDOSO - HIV, SÍFILIS E HEPATITE C - Valéria Paes Lima Fernandes
  • 13. INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS NO IDOSO - Alexandre Leopold Busse
  • 14. AVALIAÇÃO DA TAXA DE FILTRAÇÃO GLOMERULAR NO IDOSO COM DOENÇA RENAL AVANÇADA: ANÁLISE DO CLEARANCE DE EDTA - Giovanni Galeno
  • 15. PERFIL DOS IDOSOS NO PÓS-TRANSPLANTE RENAL: UM OLHAR GERIÁTRICO - Murilo Bacchini Dias
  • 16. AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA, COGNIÇÃO, FUNCIONALIDADE, FRAGILIDADE E INTERCORRÊNCIAS CLÍNICAS EM PACIENTES IDOSOS COM DOENÇA RENAL CRÔNICA ESTADIO 5 - Felipe Vecchi Moreira
  • 17. LOCAL DE ÓBITO DOS IDOSOS NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO-SP - Andrey A. Socolovithc
  • 18. FATORES PREDITORES DE SÍNDROME DE REALIMENTAÇÃO EM IDOSOS HOSPITALIZADOS - Lorena Gonçalves Marzinotti
  • 19. A DOR E O PRAZER DE ENVELHECER: AS PECULIARIDADES DE UM PROCESSO ANALÍTICO - Nathalie Calmont de A. Almeida
  • 20. FATORES PREDITORES DE DISCREPÂNCIA CLÍNICO-PATOLÓGICA EM NECROPSIAS DE IDOSOS HOSPITALIZADOS - Patricia Puccetti Pires
  • 21. ASSOCIAÇÃO ENTRE O RASTREIO COGNITIVO E FATORES DE RISCO CARDIOVASCULAR NA PREDIÇÃO DE MORTALIDADE EM IDOSOS COM FRATURA DE QUADRIL - Isabel M. de Araújo B. Fernandes
  • 22. GRANDES IDOSOS E FRATURA DE QUADRIL: MORTALIDADE PRECOCE E FATORES DE RISCO - Loren Suyane Oliveira de Andrade
  • 23. MEDO DE CAIR E O IMPACTO NA RESTRIÇÃO DE ATIVIDADES EM IDOSOS CAIDORES - Elias Hoon Hwangbo
  • 24. EFEITOS DE UM PROTOCOLO DE EXERCÍCIOS EM POSIÇÃO ORTOSTÁTICA NA MOBILIDADE DE PACIENTES IDOSOS FRÁGEIS COM COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO - Juliana Casqueiro
  • 25. AUTOCONHECIMENTO GERANDO QUALIDADE DE VIDA - Doris Fridman
  • 26. ERAS (ENHANCED RECOVERY AFTER SURGERY) NO IDOSO É POSSÍVEL? COMO O USO DA TECNOLOGIA MÓVEL PODE AUMENTAR SUA APLICABILIDADE E MELHORAR OS RESULTADOS? - Pedro Paulo de Paris Caravatto
  • 27. TECNOLOGIA HUMANIZADA: O QUE ESPERAR PARA O NOSSO FUTURO? - Andrey A. Masiero
  • 1. A VISÃO DO ESPECIALISTA EM ROBÓTICA - Marco Nunes
  • 2. A VISÃO DO CIRURGIÃO GERAL - Dário Birolini
  • 3. IDOSO CIRURGIA ROBÓTICA – AVALIAÇÃO GERIÁTRICA GLOBAL - Maria do Carmo Sitta
  • 4. DISCUSSÃO
  • 5. CASOS CLÍNICOS INTERATIVOS: TECNOLOGIA NO GERENCIAMENTO DO CUIDADO - José Eduardo Pompeu - Flamínia Manzano Moreira Lodovici - Isabel Chateaubriand Diniz de Salles - Carla da Silva Santana
  • 6. TERAPIA NUTRICIONAL E NOVAS ESTRATÉGIAS NA PRESERVAÇÃO DA MASSA MUSCULAR - Omar Jaluul
  • 7. DANOS DO ABUSO TECNOLÓGICO - Cecília Galetti
  • 8. SLOW MEDICINE: ANDANDO CONTRA A CORRENTE? - José Carlos Aquino de Campos Velho
  • 9. DISCUSSÃO
  • 10. PROJETO ESTAÇÃO ATIVAMENTE E A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E ELETRÔNICOS - Thais Bento Lima da Silva
  • 11. ENVOLVENDO IDOSOS EM NOVAS TECNOLOGIAS - Fabio Ota
  • 12. DISCUSSÃO
  • 13. NOVIDADES NO CUIDADO DE LESÃO POR PRESSÃO - Adriano Mehl
  • 14. FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS - Daniel Grecca
Voltar ao topo