XVI CONGRESSO COPATI 2019 - COMPLETO

XVI CONGRESSO COPATI 2019 - COMPLETO

  • 116 Alunos matriculados
  • 51 Horas de duração
  • 138 Aulas
  • 11 Módulos
  • de suporte
Parcele em 10x R$ 280,00 (ou R$ 2.800,00 à vista)
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!
Medicine Cursos

XVI COPATI - Congresso Paulista de Terapia Intensiva 

Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até após a matrícula.

Intensivistas / Pediatrias / Emergencistas / Médicos 

Medicine Cursos
""


Conteúdo Programático

  • 1. D1 – S1 – AULA 01 – FISIOLOGIA E MECÂNICA - TOSHIO MATSUMOTO
  • 2. D1 – S1 – AULA 02 – CURSO DE VENTILAÇÃO MECÂNICA - MÁRIO FERREIRA CARPI
  • 3. D1 – S1 – AULA 03 – VENTILAÇÃO MECÂNICA NÃO INVASIVA FLÁVIA ANDREA KREPEL
  • 4. D1 – S1 – AULA 04 – BASES DA VM EM NEONATOLOGIA - MÁRIO FERREIRA CARPI
  • 5. D1 – S1 – AULA 05 – ESTAÇÕES PRÁTICAS - FLÁVIA ANDREA KREPEL
  • 6. D1 – S1 – AULA 06 – ESTAÇÕES PRÁTICAS - MÁRIO FERREIRA CARPI
  • 7. D1 – S1 – AULA 07 – ESTAÇÕES PRÁTICAS - TOSHIO MATSUMOTO
  • 1. D1 – S4 – AULA 01 - APRESENTAÇÕES
  • 2. D1 – S4 – AULA 02 – INDICAÇÕES DE ECMO - LIVIA MELRO
  • 3. D1 – S4 – AULA 03- INSTALAÇÃO DO SISTEMA - FILIPE UTUARI
  • 4. D1 – S4 – AULA 04 – ECMO - VENTILAÇÃO MECÂNICA E RESULTADOS ESPERADOS - BRUNO BRAVIM
  • 5. D1 – S4 – AULA 05 – ANTICOAGULAÇÃO E MANEJO FARMACOLÓGICO EM ECMO - BRUNO BRAVIM
  • 6. D1 – S4 – AULA 06 – DESMAME DE ECMO - LIVIA MELRO
  • 7. D1 – S4 – AULA 07 – ECMO - SESSÃO PRÁTICA - ALEXANDRE
  • 8. D1 – S4 – AULA 08 – SESSÃO PRÁTICA - LIVIA MELRO
  • 1. D1 – S5 – AULA 01 – ABORDAGEM INICIAL DO PACIENTE NEOROCRÍTICO - ANTONIO FALCÃO
  • 2. D1 – S5 – AULA 02 – DISTURBIO DO SODIO - SALOMÓN SORIANO ORDINOLA ROJAS
  • 3. D1 – S5 – AULA 03 – - EXISTE A HEMOGLOBINA IDEAL - VIVIANE CORDEIRO VEIGA
  • 4. D1 – S5 – AULA 04 – COODERNADOR UTI NEUROLÓGIA – CARDIÓGICA – CTI - SOLOMÓN SORIANO
  • 5. D1 – S5 – AULA 05 – PÓS OPERATÓRIO DE NEUROCIRURGIA - SALOMÓN SORIANO
  • 6. D1 – S5 – AULA 06 – ESTABILIZAÇÃO INICIAL - ANTONIO FALCÃO
  • 7. D1 – S5 – AULA 07 – REABILITAÇÃO NO PACIENTE NEUROCRÍTICO - VIVIANE CORDEIRO
  • 8. D1 – S5 – AULA 08 – ANTICOAGULANT AND HEMORRHAGIC - SALOMÓN SORIANO
  • 9. D1 – S5 – AULA 09 – ESTADO DE MAL EPILÉPTICO - ANTONIO FALCÃO
  • 10. D1 – S5 – AULA 10 – ANALGESIA E SEDAÇÃO - VIVIANE VEIGA
  • 11. D1 – S5 – AULA 11 – NOVAS RECOMENDAÇÕES - ANTONO FALCÃO
  • 12. D1 – S5 – AULA 12 - HEMORRAGIA SUBARACNÓIDE VIVIANE VEIGA
  • 1. AULA 1 – ABERTURA
  • 2. AULA 2 – SEPSIS AND ACUTE KIDNEY INJURY - Jhon Kellum
  • 3. AULA 3 – IMPROVING LIFE AFTER SEPSIS: WHAT CAN WE DO? - Theodore J. Iwashyna
  • 4. AULA 4 – INDICAÇÕES DE ECMO - Eduardo Costa
  • 5. AULA 5 – HOW TO AVOID VILI IN PATIENTS UNDER MECHANICAL VENTILATION - Ary Serpa Neto
  • 6. AULA 6 – VENTILAÇÃO NÃO INVASIVA OU CATETER NASAL DE ALTO FLUXO: ONDE ESTAMOS? - Carmen Silvia Valente Barbas
  • 7. AULA 7 – DRIVING PRESSURE: PRECISAMOS DE MAIS ESTUDOS? - Marcelo B. P. Amato
  • 8. AULA 8 - ARDS: NA INTERESTING JOURNEY FRON A SINDROME TO A DISEASE - Andrés Esteban
  • 9. AULA 9 – DISCUSSÃO
  • 10. AULA 10 – MANAGEMENT OF SEPTIC SHOCK AFTER ANDROMEDA - Alexandre Biasi Cavalcanti
  • 11. AULA 11 - SEDATION CARE AFTER SPICE III - Viviane Cordeiro Veiga
  • 12. AULA 12 – ROLE OF NEUROMUSCULAR BLOCKADE IN ARDS AFTER THE ROSE TRIAL - Theodore J. Iwashyna
  • 13. AULA 13 – FLUIDS FOR THE CRITICALLY ILL AFTER SMART AND SALT-ED - John A. Kellum
  • 14. AULA 14 – DISCUSSÃO
  • 15. AULA 15 – COMO CONTROLAR A DOR NO PACIENTE GRAVE? - Shoraya Dal’Col
  • 16. AULA 16 – DELIRIUM HIPERATIVO OU HIPOATIVO: QUAL O PIOR? Antonio P. Nassar Jr.
  • 17. AULA 17 – TROMBECTOMIA NO PACIENTE COM AVCI: COMO OPERACIONALIZAR? - Gisele Sampaio Silva
  • 18. AULA 18 – ESTABILIZAÇÃO INICIAL DO TCE: AS PRIMEIRAS 24 HORAS - Rosa Alheira
  • 19. AULA 19 – MORTE ENCEFÁLICA: MUDANÇAS COM A NOVA RESOLUÇÃO - Viviane Cordeiro Veiga
  • 20. AULA 20 – DISCUSSÃO
  • 1. D2 – S2 AULA 1 – VENTILAÇÃO MECANICA NA SDRAP - JOSÉ OLIVA PROENÇA
  • 2. AULA 2 – BIOMARKERS IN SEPSIS - JOSEPH CARCILO
  • 3. D2 – S2 AULA 3 – DICUSSÃO
  • 4. D2 – S2 AULA 4 – CUIDADOS PALIATIVOS EM NEONATALOGIO - MARIA AUGUSTA B. CICARONI
  • 5. D2 – S2 AULA 5 – DIAGNOSTICO LABORATORIAL - FABIO CARMONA
  • 6. D2 – S2 AULA 6 – CRITÉRIOS ESSENCIASIS - MARIA DEL PILAR ARIAS
  • 7. D2 – S2 AULA 7 – ESCORES DE PROGNÓSTICO EM UTI - MARIA DEL PILAR ARIAS
  • 8. D2 – S2 AULA 9 – MULTIPROFISSIONAL CRITICAL CRITICAL CARE - JOSEPH CARCILO
  • 9. D2 – S2 AULA 10 – COMO FAZER UMA VENTILÇÃO PROTETORA - MÁRIO FERREIRA CARPI
  • 10. D2 – S2 AULA 11 – TERAPIA NUTRICIONAL PÓS PILÓRICA - ARTUR DELGADO
  • 11. D2 – S2 AULA 12 – RESSUSCITAÇÃO CARDIOPUMONAR NO RECEM NASCIDO - SERGIO MARBA
  • 1. D2 - S6 - AULA 1 – “BURNOUT” DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE - Bruno Mazza
  • 2. D2 - S6 - AULA 2 – CAPACIDADE E DEMANDA NAS UTIS - Danilo Noritomi
  • 3. D2 - S6 - AULA 3 – FORMANDO TIMES DE ALTA PERFORMANCE - Rafael Franco
  • 4. D2 - S6 - AULA 4 – SISTEMAS DE ALERTA ELETRÔNICO: IMPACTO EM DESFECHO? - Rafael Franco
  • 5. D2 - S6 - AULA 5 – QUAL SERÁ O FUTURO DA TERAPIA INTENSIVA? - Leonardo Ferraz
  • 6. D2 - S6 - AULA 6 – DISCUSSÃO
  • 7. D2 - S6 - AULA 7 – DRIVING PRESSURE: PRECISAMOS DE MAIS ESTUDOS? - Suzana Lobo
  • 8. D2 - S6 - AULA 8 - MONITORES MINIMAMENTE INVASIVOS: AINDA HÁ ESPAÇO? - Ederlon Rezende
  • 9. D2 - S6 - AULA 9 – ECOCARDIOGRAMA PARA INICIANTES E INICIADOS - Bruno de A. Bravim
  • 10. D2 - S6 - AULA 10 – USANDO A MONITORIZAÇÃO BASEADA EM EXAME CLÍNICO - Leandro Utino Taniguchi
  • 11. D2 - S6 - AULA 11 - PVC, SCVO2, PCO2-GAP, DELTAPP: SÃO APENAS SIGLAS SEM SIGNIFICADO CLÍNICO? - Helio Penna Guimaraes
  • 12. D2 - S6 - AULA 12 – O CATETER DE ARTÉRIA PULMONAR NUNCA SERÁ ABANDONADO!!!! - Bruno Bravim
  • 13. D2 - S6 - AULA 13 – DISCUSSÃO
  • 1. D3 – S1 - 01 - CRITICAL ILLNESS - JOSEPH CARCILO
  • 2. D3 – S1 - 02 - 20 YEARS OF EVOLUTION - ANDRES ESTEBAN
  • 3. D3 – S1 - 03 - USE OF DIURETICS - JOHN KELLUM
  • 4. D3 – S1 - 04 - ANTIBIOTICS FOR SEPSIS - THEODORE IWASHYNA
  • 5. D3 – S1 - 05 - DESFECHOS DE SEPSE FLAVIA MACHADO
  • 6. D3 – S1 - 06 - DO PATIENTS DIE - FERNANDO ZAMPIERI
  • 7. D3 - S1 - 07 - LONGTERM IMPACT - THEODORE IWASHYNA
  • 8. D3 – S1 - 08 - SEPSE QUANDO A ÚNICA MARCELO PARK
  • 9. D3 – S1 - 09 – DISCUSSÃO
  • 10. D3 – S1 - 10 - FLUIDOS ABORDAGEM - NEYMAR OLIVEIRA
  • 11. D3 – S1 - 11 - EU RARAMENTE USO - MARCELO PARK
  • 12. D3 – S1 - 12 - VASOPRESSINA MINHA DROGA - LEANDRO TANIGUCHI
  • 13. D3 – S1 - 13 – RENAL RECOVERY AFTER - JOHN KELLUM
  • 14. D3 – S1 - 14 – DISCUSSÃO
  • 15. D3 – S1 - 15 – INFECCOES VIRAIS GRAVES - DANIEL JOELSONS
  • 16. D3 – S1 - 16 – INFECCAO NO PACIENTE CRITICO - MARIA AUXILIADORA
  • 17. D3 – S1 - 17 – DISCUSSÃO
  • 1. D3 – S2 - AULA 1 – INTERAÇÃO CARDIORRESPIRATÓRIA DURANTE VENTILAÇÃO MECÂNICA - JOSE ROBERTO FIORETTO
  • 2. D3 – S2 - AULA 2 – MONITORIZAÇÃO DA MECÂNICA RESPIRATÓRIA NOVOS MÉTODOS - ALEXANDRE T. ROTTA
  • 3. D3 – S2 - AULA 3 - MONITORIZAÇÃO HEMODINÂMICA - GUSTAVO FORONDA
  • 4. D3 – S2 - AULA 4 – VENTILAÇÃO MECÂNICA NA DOENÇA RESPIRATORIA AGUDA OBSTRUTIVA - ALEXANDRE T. ROTTA
  • 5. D3 – S2 - AULA 5 – INFECÇÃO DE CORRENTE SANGUÍNEA RELACIONADA AO CATETER VENOSO E SEPSE - ANA PAULA DE CARVALHO PANZERI CARLOTTI
  • 6. D3 – S2 - AULA 6 - CIVD E CHOQUE SÉPTICO DIAGNOSTICO E TRATAMENTO - NILTON FERRARO OLIVEIRA
  • 7. D3 – S2 - AULA 7 – CRITICAL APPRAISAL OF CURRENT TREATMENT GUIDELINES FOR PEDIATRIC SEPTIC SHOCK - JOSEPH CARCILLO
  • 8. D3 – S2 - AULA 8 – CASO CLÍNICO MULTIDISCIPLINAR - NILTON FERRARO OLIVEIRA
  • 9. D3 – S2 - AULA 9 – DESMAME DA VENTILAÇÃO MECÂNICA: MELHORES PRÁTICAS - ALEXANDRE T. ROTTA
  • 10. D3 – S2 - AULA 10 - ATUALIZAÇÃO NO TRATAMENTO DO GRANDE QUEIMADO - JUANG HORNG JYH
  • 11. D3 – S2 - AULA 11 – COMO AJUSTAR A VENTILAÇÃO MECÃNICA PARA MELHOR SINCRONIZAÇÃO? - TOSHIO MATSUMOTO
  • 12. D3 – S2 - AULA 12 – ANÁLISE CRÍTICA DE UM PROTOCOLO DE SEDAÇÃO E ANALGESIA - EMILIANA H. G. DA MOTTA
  • 13. D3 – S2 - AULA 13 – DISCUSSÃO
  • 1. D3 – S6 - AULA 1 – SUPORTE NUTRICIONAL ENTERAL E PARENTERAL: O QUE HÁ DE NOVO? - Rosa Aheira
  • 2. D3 – S6 - AULA 2 – AJUSTANDO A NUTRIÇÃO PELA CALORIMETRIA: DÁ PRA USAR À BEIRA DO LEITO? - Anibal Basile Filho
  • 3. D3 – S6 - AULA 3 – ALTERAÇÕES ELETROLÍTICAS: O QUANTO TEM IMPACTO EM DESFECHOS? José Paulo Ladeira
  • 4. D3 – S6 - AULA 4 – TERAPIA DE SUBSTITUIÇÃO RENAL : O QUE FAZ A DIFERENÇA? - Gustavo N. Betônico
  • 5. D3 – S6 - AULA 5 – TRANSFUSÃO DE HEMODERIVADOS: DEVEMOS SEMPRE SER RESTRITIVOS? - Marcelo Moock
  • 6. D3 – S6 - AULA 6 – DISCUSSÃO
  • 7. D3 – S6 - AULA 7 – EVENTOS ADVERSOS: QUEM SÃO, ONDE ESTÃO, COMO PREVENIR? - Haggéas da Silveira Fernandes
  • 8. D3 – S6 - AULA 8 - CUIDANDO DA FAMÍLIA: IMPACTO EM DESFECHOS E EVENTOS ADVERSOS - Fernando José da Silva Ramos
  • 9. D3 – S6 - AULA 9 – PROTOCOLOS DE TRATAMENTO: COMO IMPLEMENTAR E GARANTIR SUA EFETIVIDADE - Haggéas da Silveira Fernandes
  • 10. D3 – S6 - AULA 10 – INTEGRANDO A EMERGÊNCIA E UTI NA GESTÃO DO CUIDADO - Cristina Prata Amendola
  • 11. D3 – S6 - AULA 11 – DISCUSSÃO
  • 12. D3 – S6 - AULA 12 – INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA NO PACIENTE ONCOLÓGICO – HÁ DIFERENÇAS? - Pedro Caruso
  • 13. D3 – S6 - AULA 13 – POR QUE O RECRUTAMENTO ALVEOLAR NÃO DEVE SER USADO DE ROTINA? - Alexandre Biasi Cavalcanti
  • 14. D3 – S6 - AULA 14 – DISSINCRONIA PACIENTE – VENTILADOR: PODE EXPLICAR OS DESFECHOS? - Juliana Ferreira
  • 15. D3 – S6 - AULA 15 – PODEMOS VENTILAR O PACIENTE COM SDRA EM MODOS ESPONTÂNEOS? - Eduardo Leite Vieira Costa
  • 16. D3 – S6 - AULA 16 – MANEJO VENTILATÓRIO EM SITUAÇÕES ESPECIAIS: OBESO, NEUROCRÍTICO, OBSTRUÍDO - Debora Dutra da Silveira
  • 17. D3 – S6 - AULA 17 – DISCUSSÃO
  • 1. D4 – S1 – AULA - 01 – WEANING FROM MECHANICAL - ANDRES ESTEBAN
  • 2. D4 – S1 – AULA – 02 – UTI HUMANIZADA - LUCIANO AZEVEDO
  • 3. D4 – S1 – AULA – 03 – TRAQUEOTOMIA PRECOZ - ANDRES ESTEBAN
  • 4. D4 – S1 – AULA 04 - DISCUSSÃO
  • 5. D4 – S1 – AULA – 05 – EARLY SEPSIS - LUCIANO AZEVEDO
  • 6. D4 – S1 – AULA – 06 – RESSUSCITAÇÃO GUIADA - JOÃO MANOEL
  • 7. D4 – S1 – AULA – 07 – SEPSE - CONTROVÉRSIAS - FLAVIO FREITAS
  • 8. D4 – S1 – AULA – 08 – TERAPIAS ALTERNATIVAS - MURILLO ASSUNÇÃO
  • 9. D4 – S1 – AULA 09 - DISCUSSÃO
  • 10. D4 – S1 – AULA – 10 – COMO AJUSTAR A PEEP - CARMEN BARBAS
  • 11. D4 – S1 – AULA – 11 – POSIÇÃO PRONA - JORGE VALIATTI
  • 12. D4 – S1 – AULA – 12 – ULTRASSOM DE DIAFRAGMA - RICARDO GOULART
  • 13. D4 – S1 – AULA – 13 – FUTURE OF MECHANICAL - ARY SERPA
  • 1. D4 – S2 – AULA - 01 – MORTE ENCEFÁLICA - MARIA DEL PILAR
  • 2. D4 – S2 – AULA - 02 – SEDAÇÃO E ANALGESIA - MARIA AUGUSTA
  • 3. D4 – S2 – AULA - 03 – NOVOS MODOS - ALEXANDRE ROTTA
  • 4. D4 – S2 – AULA - 04 – PAPEL DOS INOTROPICOS - IVAN PISTELLI
  • 5. D4 – S2 – AULA - 05 – SUPORTE CARDIOVASCULAR - GUSTAVO FORONDA
  • 6. D4 – S2 – AULA - 06 – SUPORTE INOTROPICO - GUSTAVO FORONDA
  • 7. D4 – S2 – AULA - 07 – DISCUSSÃO
Voltar ao topo